(n-1, n, n+1)
Entre tantos que eu poderia ser, eu sou o resultado de maior probabilidade. O n-ésimo elemento da caixa, aquele que venceu.
  • (via futuro-heroi)

    • 64585
    • 64585
  • (Source: unpizzicodipassione, via moan-s)

    • 19062
    • 19062
  • (Source: weheartit.com, via moan-s)

    • 264288
    • 264288
  • (via moan-s)

    • 27815
    • 27815
  • (Source: moan-s, via moan-s)

    • 4505
    • 4505
  • (Source: ange-supposee, via antipoetico)

    • 14732
    • 14732
  • (Source: paznativa, via miragemdomar)

    • 144
    • 144
  • (Source: classificar, via miragemdomar)

    • 7183
    • 7183
  • (Source: artigo-de-rua, via palavrisses)

    • 2904
    • 2904
  • Te levarei flores, na próxima vez que nos encontrarmos, e ai o que irá acontecer? Já não somos mais os mesmos de um mês atrás e, penso que, apesar disso não somos tão próximos ainda. Me pergunto o que poderia fazer para mudar essa situação e as minhas conclusões sempre apontam para direções diversas e sem muitas conexões. Por enquanto é isso que eu posso fazer: Te levarei flores no nosso próximo encontro.

    CM

    (Source: imaconhou, via estrelamar)

    • 4804
    • 4804
  • (Source: acertarei, via palavrisses)

    • 906
    • 906
  • "Tenho passado por noites frias, vazias e cheias de insônias, tentando entender a falta que uma simples presença me faz."
    Thiara Macedo (sdpm)

    (via thewarofangels)

    • 6681
  • Escrevo para a saudade, para a dor, para a perda, para o reencontro, para a felicidade, para o que mais eu quiser.

    Escrevo porque não há lugar para tantos sentimentos dentro de mim, meu peito não consegue suportar a pressão, escrevo porque é a minha válvula de escape.

    Escrevo sem saber o que vou escrever e sem saber escrever. As linhas vão surgindo como esse amontoado de sentimentos que explodem em minha cabeça. As palavras se formam sem eu saber o que está por vir, uma surpresa a cada virgula, cada ponto. Pronto. 

    CM

    • 1
    • 1
  • Alguns dias, ou noites, nós só precisamos de um copo de alguma bebida bem forte, daquelas que embrulham o estômago e que temos que nos segurar para não vomitar. Nesses dias, geralmente, as horas passam devagar, lenta e dolorosamente. A ansiedade toma conta do lugar, a cabeça não para de pensar fatos aleatórios e sombrios, sempre a pior das hipóteses. Só com uma bebida para tomar esse soco de realidade e ficar quieto no seu canto.

    CM

    • 1
    • 1
  • Hoje, conversando com uma amiga ela me manda este trecho de um livro em que está lendo. Apesar de ter servido como uma luva para mim, acredito que ela serve para a maioria das pessoas. Tenho praticado tanto isso de deixar as mágoas irem embora que tenho estado com o coração tranquilo. Com certeza sou uma pessoa totalmente diferente do que era a um mês atrás. 

    CM

    • 2
    • 2